trabalhos     textos     publicações     sobre

Volta a portugal em coreto

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade - Dedicado a Natália de Andrade (first wall) - Installation - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Centro de Arte Oliva

Centro de arte oliva, s. joão da madeira, 2019-2020

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

Dedicado a Natália de Andrade (2016-2019)   

Pintura mural (tinta acrílica sobre parede (310 x 287 x 53 cm)) com desenhos e pinturas (grafite, marcador, caneta, lápis de cor e tinta acrílica sobre papel) e protótipo do Coreto (145 x 139,5 x 135 cm).

Vista da exposição colectiva TRABALHO CAPITAL # ENSAIO SOBRE GESTOS E FRAGMENTOS, um projecto de Paulo Mendes, 2019-2020

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade (second wall) - Dedicado a Natália de Andrade - Installation - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Centro de Arte Oliva

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

Dedicado a Natália de Andrade (2016-2019)   

Papel de parede (310 x 287 x 53 cm), com pintura (óleo sobre tela) (61,7 x 48 cm), conjunto de 10 pinturas (tinta acrílica e cola branca sobre tela) (35 x 25,8 cm) e protótipo do Coreto (145 x 139,5 x 135 cm).

Vista da exposição colectiva TRABALHO CAPITAL # ENSAIO SOBRE GESTOS E FRAGMENTOS, um projecto de Paulo Mendes, 2019-2020

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade (third wall) - Dedicado a Natália de Andrade - Installation - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Centro de Arte Oliva

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

Dedicado a Natália de Andrade (2016-2019)   

Papel de parede (310 x 287 x 53 cm), prateleira com folheto (16,2 x 27 cm) e protótipo do Coreto (145 x 139,5 x 135 cm).

Vista da exposição colectiva TRABALHO CAPITAL # ENSAIO SOBRE GESTOS E FRAGMENTOS, um projecto de Paulo Mendes, 2019-2020

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade (forth wall) - Dedicado a Natália de Andrade - Installation - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Centro de Arte Oliva

Volta a Portugal em Coreto (2020)   

Cartazes que fazem um papel de parede (310 x 287 x 53 cm).

Vista da exposição colectiva TRABALHO CAPITAL # Greve Geral, um projecto de Paulo Mendes, 2020

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

   Pensado como um monumento público de homenagem ao performer amador, Volta a Portugal em Coreto surge vinculado a um evento: em 1982, a diva da ópera Natália de Andrade, conhecida pelas suas dificuldades de afinação, é convidada para cantar no programa televisivo Passeio dos Alegres, na RTP. A meio da sua performance, devido a um erro da produção, uma chuva de pétalas de rosa, que deveria coroar a atuação, começa a cair sobre a sua cabeça. Este desaire transformou a performance num espetáculo trágico-cómico - no centro via-se a cantora a debater-se entre a tentativa de projetar a sua voz e a tentativa de impedir que as pétalas caíssem dentro da sua boca. 

   A premissa para o projeto, que inicialmente pretendia ser apenas um gesto de homenagem à cantora chamando-se então apenas Dedicado a Natália de Andrade, surge da intenção de transformar aquela chuva de pétalas de um fenómeno ridículo num símbolo catártico, pensando em como transformar um momento risível no centro de um momento de celebração comunitária. Nesse sentido, o coreto aparece para o projeto como o palco ideal, para servir de ponte entre o evento e o cantor amador. Tendo a voz da Natália de Andrade como elemento central para o trabalho, recorre-se a uma partitura vocal da sua performance para perfurar no teto do coreto, um conjunto de buracos com forma de pétala. Através da incidência de luz solar na estrutura, o coreto recupera metaforicamente a chuva de pétalas original, fazendo da voz da cantora uma espécie de bênção para os potenciais cantores amadores. O projeto culmina numa performance de rua, onde o coreto móvel visita várias regiões de Portugal para convidar cantores amadores debaixo da sua estrutura.

   Volta a Portugal em Coreto foca-se na idealização, na construção e na intervenção pública desse coreto. Para isso passa por inúmeras fases onde se vai metamorfoseando graças ao contributo de diferentes meios: desde a idealização da estrutura arquitetónica, à especulação em torno de símbolos provenientes da vida da Natália de Andrade, à produção do coreto, à realização de um evento performativo, até à reapresentação do projeto em diferentes contextos expositivos. 

   Volta a Portugal em Coreto pensa a relação entre o monumento e o espaço público, sobre a técnica, associada ao trabalho manual, tendo a reflexão sobre a desvalorização do ornamento e do kitsch como elemento central para a pesquisa, e sobre a utilização da tradução e da contaminação entre múltiplos meios - pintura, desenho, fotografia, performance, arquitetura, tipografia, texto - como ferramenta narrativa.

Este projeto conta com o apoio da Artworks e da Appleton - Associação cultural.

Tiago Madaleno - Portugal Tour in a Gazebo memories - Volta a Portugal em Coreto - memórias

Volta a Portugal em Coreto (recordações 1) (2020)   

Grafite, marcador e caneta sobre papel, 61,3 x 43,9 cm

Bons sons, cem soldos, tomar, 2019

© Créditos fotográficos: Inês Oliveira

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

© Créditos fotográficos: Inês Oliveira

Tiago Madaleno - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Bons Sons
Tiago Madaleno - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Bons Sons
Tiago Madaleno - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Bons Sons
Tiago Madaleno - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Bons Sons
Tiago Madaleno - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Bons Sons
Tiago Madaleno - Portugal Tour in a Gazebo - Volta a Portugal em Coreto - Bons Sons

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

Volta a Portugal em Coreto (2019)   

Documentação da performance de rua, aquando da passagem pelos Bons Sons, Cem Soldos Tomar, 2019.

Em colaboração com os locais e a equipa do festival.

Ficha técnica do projecto: 

Animador de rua: Márcia Gomes, Peter Castro 

Fotografia: José Costa, Inês Oliveira, Tiago Madaleno

Vídeo: Adriana Romero, Bruno Lança, Joana Patrão, Inês Oliveira

Produção: Paloma Bernaudeau, Tiago Madaleno

Apoio: Artworks e Appleton Associação Cultural

artworks, pÓVOA do Varzim, 2018

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade - Dedicado a Natália de Andrade - Gazebo prototype - Protótipo do coreto - Artworks

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

Dedicado a Natália de Andrade - protótipo (2018)   

Protótipo para coreto - chapa e tubo de alumínio, ponta-seca, alças de polipropileno, 145 x 139,5 x 135 cm

Vista da exposição colectiva Bom Caminho Errado (residência artística No Entulho #01), 2018

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade - Dedicado a Natália de Andrade - padrão vocal - vocal pattern - painting - pintura -- Artworks

© Créditos fotográficos: Bruno Lança

Dedicado a Natália de Andrade - padrão vocal (2017-2018)   

Óleo sobre tela, 125 x 110 cm

Vista da exposição colectiva Bom Caminho Errado (residência artística No Entulho #01), 2018

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade - rain - Dedicado a Natália de Andrade - chuva - photography - Artworks

© Créditos fotográficos: Bruno Lança

Dedicado a Natália de Andrade - chuva (2018)   

25 heliografias, sol sobre papel fotográfico (17,4 x 24 cm cada uma), 125 x 110 cm (dimensões totais)

Vista da exposição colectiva Bom Caminho Errado (residência artística No Entulho #01), 2018

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade - dance - Dedicado a Natália de Andrade - drawing - desenho - Artworks

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

Dedicado a Natália de Andrade - dança (2018)   
Grafite, marcador e caneta rosa sobre papel Fabriano 120 g, 394 x 72,5 cm
Vista da exposição colectiva Bom Caminho Errado (residência artística No Entulho #01), 2018
Colecção de Arte Contemporânea do Estado Português

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade - Dedicado a Natália de Andrade - installation view - Artworks

© Créditos fotográficos: Bruno Lança

Dedicado a Natália de Andrade (2016-2018)   

Duas mesas com desenhos, pinturas e maquetas, série de heliografias (125 x 110 cm), conjunto de sete desenhos (42 x 59,4 cm (cada um))

Vista da exposição colectiva Bom Caminho Errado (residência artística No Entulho #01), 2018

Tiago Madaleno - Dedicated to Natália de Andrade - Dedicado a Natália de Andrade - installation view - Galeria Painel

Galeria painel, porto, 2016

© Créditos fotográficos: Tiago Madaleno

Dedicado a Natália de Andrade (2016)   

Papel de parede, móvel em k-line, caixa de música e folheto.

Vista da exposição colectiva , (vírgula), 2016